quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

A consulta


                         
             
      Dirceu Ayres  

A mulher entra no consultório do Médico para ser atendida e o Médico muito educado fala. Então, senta aqui senhora e me diz o que está sentindo.
- Aí é que tá Doutor: eu não consigo sentar direito. Tenho uma dor impossível aqui na base da coluna. Fisga, puxa, dói, rasga, parece que estão me enfiando um parafuso no osso. Bem um parafuso no osso mesmo, não entender diferente.
- Sei. Mostra-me exatamente onde é que dói?.
- Aqui, ou. Bem. Eu acho. Sei lá, vai ver me fizeram alguma macumba, um vodu.
- Eu sou médico, eu não acredito em macumba ou nessa estória de vodu.
- Então é câncer, Doutor. Em câncer o senhor acredita né? Tomo esses remédios todos e espero que o senhor passe mais algum comprimido para essa dor.
- Na sua idade, não é provável o câncer. Mas também nunca tinha visto ninguém tão nova, nervosa e hipocondríaca. É, vai ver é câncer mesmo. (Já se irritando)
- Doutor!!!!

O Médico, clínico famoso, já escabreado com a paciente de comportamento tão neurótico, afirmou... É pode ser Câncer mesmo. -O Médico nunca tinha sido tão provocado como o que essa paciente estava fazendo e ele já estava se sentindo impaciente.
-Ela volta à carga: Como o senhor sabe que é câncer mesmo Doutor?
-Ora, você mesma quem insinuou que em não sendo vodu\macumba, seria câncer.
-Más a palavra do médico é que é a palavra final e de responsabilidade, disse ela.
-Bem, eu lhe disse que não era e na sua idade seria pouco provável.
-Más, deve ser uma doença perigosa ou infecto contagiosa né?
-Acho que você está no médico com a especialidade errada, seu caso é para um Psiquiatra pois é a especialidade que vai resolver o seu problema, Os Psiquiatras são calmos, competentes nesses casos e são uma especialidade Médica que conforta e cura qualquer desequilíbrio nervoso e esses tipo de dor.
-Más já me disseram que Psiquiatras são Médicos de doido! Exclamou a paciente, o senhor acha que eu estou doida?
-Não minha senhora, é que eu estou como o Papai Noel e temo pelo meu saco.
-Mas eu não entendo nada do que o senhor está falando, isso é cultura demais? Deus, todo que Médico diz ou escreve ninguém entende, puxa vida, e agora Doutor?
- O Doutor já a beira do desespero, senhora aqui está o dinheiro que pagou pela consulta, estou devolvendo para que a senhora vá embora, terminou, acabou a sua consulta, por favor vá embora!!!.
-Vigi Doutor, acho que o senhor está aborrecido viu!!!
-O Médico já no desespero diz... Não, não estou não, estou só cansado mas vá embora.
-O senhor está mesmo decidido a me mandar embora né? Não quer me atender né?
-Meu Deus tenha piedade de mim, faça com que essa criatura vá logo embora.
-A mulher diz ôchénte seu Doutor, se é por mim eu já vou-me embora viu? Cháu, chau, e nunca mais. O Médico cancelou as outras consultas para aquela tarde, pegou seu carro e se mandou pela estrada, aí notou que estava na Cidade de Coqueiro Seco e nem sabia o porquê nem como tinha chegado lá. Deu meia volta e foi prá casa.

DE BORBOLETA A LAGARTA


                                            


     Dirceu Ayres

A transformação de uma lagarta em uma borboleta é de uma beleza poética e estética impressionante. A lagarta é feia, a borboleta é linda. A lagarta se arrasta sobre o próprio ventre e a borboleta voa suave e tranqüila suspensa nos ares para nossa admiração, enquanto a lagarta se esconde, a borboleta domina o cenário com sua irrequieta presença. Mas a lagarta e a borboleta não têm escolha: Uma não pode viver sem a outra. Uma não pode deixar de evoluir e a outra não pode regredir. Já o homem e a mulher nascem como obras-primas do Criador, mas tem a faculdade de eleger para si mesmo o destino das lagartas ou das Borboletas. Agora acredito que jamais, para inteiro descrédito e tristeza da borboleta, as pessoas exaltaram tanto a lagarta que existe profundamente arraigada em nós! A droga é uma das muitas faces dessa metamorfose ás avessas. Podemos ter traficantes em todos os lugares desse nosso Brasil; temos os: “chapados” na zona sul Carioca que segundo dizem ajudam a eleger e reeleger deputados. Os traficantes de São Paulo e de todas as cidades do Brasil. Bandas de roque levam multidões de jovens ao delírio com sua histeria, berrando letras que são um réquiem á caretice das borboletas. Há alguns anos chegamos ao absurdo de uns fabricantes de roupas mandarem espalhar outdoors informando que seus jeans custavam menos do que três gramas de cocaína e “agitavam” muito mais. Alguém nas Polícias pode ser, ou já é um adepto da corrupção, Alguns Políticos não fazem sequer o dever de casa apresentando projeto que venha melhorar a nossa vida. Acredito que não poderemos ser mais borboletas, ficaremos sempre Lagartas e ficaremos com o ventre para baixo nos arrastando no chão frio e lamacento da coletividade humana. Já não temos para quem apelar. Vamos nos contentar com nossa insignificância e vamos continuar nos arrastando sem reclamações. Também não podemos viver no Estado intermediário por que passam os lepidópteros, ser Ninfa de borboleta ou envoltório para se transformarem de lagarta em borboleta quando chegado a hora. O procedimento da humanidade está precisamente igual ao da lagarta, mas temos de tomarmos uma providência ou iremos nos arrastar até o dia que aparecer um “EL CID” ou algum cavaleiro errante que de boa fé nos tire da lama em que estamos nos arrastando. Poderíamos usar nosso orgulho e dizer que somos as borboletas, mas na verdade não passamos de lagartas e como se isso fosse pouco, ainda poderemos servir de alimento para algum animal carnívoro, incluindo o famigerado ser humano. O pior de tudo, é que por mais que queiramos sair deste estado de Lagarta e o pior é que é um estado de Lagarta Letárgico, semimorto, paralisado e sem ação. Lagarta morta será sempre lagarta. Acho que não fará diferença, pois mortos-vivo nós já somos. Uma população que em sua total maioria quase absoluta vive de um salário mínimo, o chamado salário-miséria, pois atualmente o salário mínimo gira em torno de seiscentos e setenta reais. A pergunta é: O que podemos comprar ou fazer com esse tanto de dinheiro?. Continuamos Lagarta sem direito a metamoforse. Que desgraça!!!. Nem político safado podemos ser, ganhar sem trabalhar e se apropriar das coisas que possam vir as suas mãos

Em pleno presidencialismo, Lula quer ser "primeiro ministro".



   Dirceu Ayres


Lula mete o pé na porta de Dilma e anuncia golpe; chefão do PT exige o controle da base aliada e quer presidente como mera gerentona de novo. Ela vai aceitar o papel subalterno? Um prepotente desocupado num ambiente doméstico ruim é a morada do capeta. O sujeito começa a cultivar ideias estranhas. É o caso de Luiz Inácio Lula da Silva, que deve andar tomando umas sovas de pau de macarrão de Marisa Letícia desde que explodiu o “Rosegate”. Consta que a ex-primeira-dama, e parece bastante razoável, não gostou de tudo o que a imprensa andou publicando a respeito das relações do marido com a ex-chefe de gabinete da Presidência em São Paulo, Rosemary Nóvoa Noronha. E parece que gostou menos ainda do que a imprensa não andou publicando… O caso, com todos os seus aspectos, vamos dizer, fesceninos, é um emblema da arrogância de Lula e da sem-cerimônia com que ele mete os pés pelas mãos, não reconhecendo fronteiras entre o público e o privado, o decoroso e o indecoroso, o devido e o indevido para um, então, presidente da República. E ele não se emenda. E ele não aprende. Ontem, o Babalorixá de Banânia liderou um seminário sobre integração latino-americana, a que compareceram expoentes do governo Dilma, como o ministro megalonanico Celso Amorim (Defesa) e o presidente do BNDES, Luciano Coutinho. Já seria despropósito bastante não fosse Lula quem é. A turma foi além e anunciou, sem nenhuma cerimônia, que Dilma, eleita pelo povo, foi expropriada de algumas de suas funções. Lula, o desocupado, decidiu inaugurar um novo regime de governo no país, que a gente poderia chamar de “Lulismo mitigado”. Em que consistiria esse regime, ao menos segundo o que foi anunciado neta segunda, como se fosse coisa corriqueira? Lula seria o coordenador político da base aliada e quem se encarregaria de todas as negociações com o Congresso. Na prática, passaria a ser o verdadeiro presidente da República, uma vez que as prioridades de um governo se definem é nesse ambiente. Dilma voltaria a ser, assim, apenas a gerentona, aquela que se encarrega das tarefas executivas. O noticiário político, mais uma vez, voltaria a girar em torno do “homem”, do “mito”… O “anúncio” foi feito sem nenhuma cerimônia por Paulo Vannuchi, ex-ministro dos Direitos Humanos e um dos chefões do Instituto Lula: “Lula vai jogar toda sua energia para a manutenção e a consolidação da aliança. Fazer uma agenda de conversas, ver quais são as questões, onde estão as disputas, como fazer para compor as forças”. Ora, algo com essa importância requereria uma comunicação formal da própria Presidência da República; teria de ser feito necessariamente no ambiente do próprio governo, não num seminário liderado por um chefe de facção, ainda que estivessem presentes expoentes do primeiro escalão. Entendam bem o que está em curso, ainda que a própria Dilma venha a público, a reboque dos fatos, para negá-lo: Lula está usando a força do seu partido e as interlocuções que mantém na base aliada para usurpar uma parcela de poder de Dilma. Luiz Dulci, outro ex-ministro e diretor do instituto emendou: “Ele [Lula] tem um papel político a cumprir na constituição da nossa base política e social para 2014″. Eis o homem que anunciou que seria um ex-presidente como nunca se viu na história destepaiz… Lula não se conforma com a condição de ex-presidente da República. Só sabe ser chefe. Estava certo de que Dilma declinaria da disputa pela reeleição em seu favor. Achava e acha que ela lhe deve isso; que o protagonismo exercido até aqui já está de bom tamanho. Mais dois anos, e seria a hora da volta triunfal do Senhor das Esferas… Mas ela tomou gosto pela cadeira, conta com a aprovação da maioria dos brasileiros (e pouco importa se isso é justificado ou não) e é franca favorita na disputa de 2014. Tudo como Lula NÃO queria. “Pô, Reinaldo, esse não pode ser um movimento combinado com Dilma?” Se esse absurdo prosperar, restará a ela dizer que sim, mas a resposta certa é uma só: “É claro que não houve combinação nenhuma”, ou o anúncio teria se dado de outra forma. O que os lulistas fizeram ontem foi meter o pé da porta de Dilma e dar um chega pra lá. Já que ela não abre mão da reeleição, terá de devolver a Lula o controle político do país. É um momento delicado pra Dilma. É certo que ela governou nestes dois anos atendendo a muitos dos pleitos petistas. Mantém no governo alguns espiões de Lula e está ciente disso. Embora não seja uma figura importante ou querida no partido, comunga das ideias gerais do petismo e coisa e tal. É, sim, fiel a Lula, mas não foi mero títere do antecessor. Governou também com ideias próprias, não necessariamente boas — mas esses são outros quinhentos. Lula se cansou dessa realidade e quer de volta o que acha que é seu por merecimento e direito divino: o comando político do país. A reivindicação atende a demandas rasas e profundas do seu caráter. Não concebe o país com outro governante que não ele próprio, enquanto vivo for. Considera-se, de fato, um iluminado e um evento único na história da humanidade. Essa é a dimensão profunda. Nas questões mais à flor da pele, está o seu inconformismo com o Rosegate, que já o fez dormir no sofá algumas vezes — e não no de sua casa… Ele acha que Dilma fez muito pouco para preservá-lo do que considera a maior fonte de desgaste pessoal desde que faz política. O que esperava? Não sei! Não custa lembrar que ele se opôs pessoalmente à demissão de todos os ministros flagrados com a boca na botija. Dilma enfrenta a partir de agora o momento mais difícil de seu governo. Conforme o previsto, quem a está deixando em maus lençóis não é a oposição, mas Lula, talhado, desde sempre, para ser o maior desafio da presidente. Dilma pode mobilizar a sua turma nessa terça e fazer esse troço recuar, jogando tudo na conta de um mal-entendido. A imprensa, como de hábito, pode ser acusada de distorcer as falas dos petistas e coisa e tal. Mas Dilma também pode se intimidar e deixar a coisa fluir por medo do PT. Nesse caso, seu governou começou a acabar ontem. Ainda que seja reeleita em 2014, ficará mais quatro anos sendo apenas tolerada na gerência. *Reinaldo Azevedo BLOG DO MARIO FORTES  

Cordão do encarnado.




    Dirceu Ayres

O ex-presidente Luiz Inácio da Silva usurpa o poder de suas criaturas, é o que se diz sobre seus movimentos de interferência explícita no governo Dilma Rousseff e nos primeiros acordes da administração Fernando Haddad na Prefeitura de São Paulo. Lula é alvo de toda sorte de críticas por desenhá-los como meras marionetes e tentar exercer de fato um poder que de direito não possui. Não foi eleito, portanto não tem razão para se reunir com a equipe de Haddad para "traçar diretrizes". Não recebeu delegação presidencial para atuar como coordenador e, no entanto, age como se fosse à eminência mais nítida do governo federal. Isso é o que parece; não necessariamente é o que acontece.Primeiro, porque Dilma e Haddad detêm o poder de direito, estão lá sentados nas cadeiras que lhes couberam por candidaturas ungidas pelo criador e corroboradas pelo eleitor. Isso ninguém lhes tira.Segundo, porque têm a perfeita noção de que estão à frente de duas importantes trincheiras de um projeto partidário cujo condutor é Lula. Estão - todos os participantes dessa "marcha" - pouco ligando para essas formalidades que assombram analistas da cena política. Querem mais é que o chefe suba ao palco. Quanto mais o ex-presidente exercita suas artes de atrair todas as atenções, menos o PT precisa tratar de seus problemas com a ética e com (a falta de) resultados concretos de sua gestão federal. O debate nacional se desvia dos problemas reais para uma questão surreal. É como disse o ex-secretário geral da Presidência Luiz Dulci: "A movimentação de Lula é natural e desejável para o PT".Até semana passada, crescia o debate sobre inflação, investimentos, fornecimento de energia, maquiagem de dados das contas governamentais, PIB pífio, excesso de interferência estatal na economia, reclamações de políticos e empresários, construção de alternativas eleitorais para 2014. Até a reunião com a equipe de Haddad para produzir fotografia passível de gerar análises sobre a interferência de Lula, o PT ainda enfrentava rescaldo do julgamento do mensalão, graças à iniciativa da juventude petista de promover "jantar vaquinha" para ajudar a pagar as multas dos condenados. Como se José Dirceu, por exemplo, precisasse de auxílio para juntar R$ 676 mil. Até então Lula estava calado, fugindo de jornalistas por lavanderias de hotel para não comentar as acusações contra sua protegida Rosemary Noronha e o depoimento de Marcos Valério à Procuradoria-Geral da República, que ensejou pedido de abertura de investigação contra o ex-presidente no esquema posto a nu pelo Supremo Tribunal Federal. Nos últimos dias a pauta mudou: são os encontros de Lula com secretários, aconselhamentos de Lula para Dilma mudar o rumo do governo, anúncios de reuniões dele com ministros, a caravana de Lula País afora, a conversa de Lula com a presidente nesta sexta-feira, o papel de Lula como articulador da base no Congresso, a inadequação da conduta de Lula, enfim, uma virada de agenda com Lula ao centro em seu mais confortável papel. Critica-se o ex-presidente por não "desencarnar” do cargo como havia prometido, levantam-se bandeiras em defesa da autonomia de Dilma, aceitam-se versões de que ela estaria desolada com essa interferência e, assim, cumpre-se exatamente o roteiro que interessa a Lula, ao Planalto e ao PT: fazer do ex-presidente o centro de tudo, privilegiando o acessório (as andanças dele) em detrimento do principal (as questões éticas e administrativas em aberto). O truque não é novo, mas continua eficaz porque há quem caia nele: por vontade ou falha de percepção. Resta conferir o efeito da realidade adiante sobre o prazo de validade desse tipo de dom de iludir a quem se dispõe a ceder às artimanhas do ilusionismo. Coluna de Dora Kramer, no Estadão

Algemas de ouro.




     Dirceu Ayres


E o EX presidente Defuntus Corruptus ganhou mais um prêmio em sua carreira de trampolinadô. Levou o troféu "ALGEMAS DE OURO"  como sendo o político mais corrupto do ano de 2012.
A iniciativa do "protesto" veio do Movimento 31 de Julho. Movimento esse que se diz combatente da corrupção no Brasil e é apartidário. Mas olhando nas páginas do movimento o que vemos é um constante ataque aos corruptos do PT e quase nada, ou nada sobre os corruptos dos outros partidos, principalmente do PSDB. Muitos dirão que O Mascate mudou de lado, mas na verdade um movimento apartidário que se propõe a combater a corrupção, tem por dever de ofício bater em todo mundo, seja da situação ou da oposição. Não acredito em gente que se propõe a fazer algo pelo bem do país e mostra apenas um lado da moeda, as instituições estão apodrecidas e os partidos políticos estão infestados de bandidos, não é só o PT que avança com tanta avidez nos cofres públicos. É só olhar nos jornais deste Brasilzão de MEO DEOS. O movimento como uma forma bem humorada de protesto tem lá seu valor, mas nada de efetivo que faça com que as pessoas parem para pensar no momento em, que o país vive. 
Já pelo número de votos apurados, 14.547 nota-se que o movimento é esvaziado até pelos que se opõe aos vencedor do prêmio.
E a premiação ser em clima "carnavalesco" dá um ar de gozação para algo que poderia ser levado a sério no país. E esse é o problema do Brasil, ninguém leva nada a sério, até uma eleição que poderia ter resultados satisfatórios, foi feita nas coxas e sua premiação mais uma das inúmeras patetices que vemos nesta pocilga.  Um movimento feito pelas redes sociais que teve menos votos que qualquer "curtir" em postagens idiotas de alguma pseudo celebridade da TV, é motivo para reflexão. Mesmo assim, a PTralhada, segundo o movimento, ainda tentou fraudar o resultado desta bobagem votando com perfis falsos, foram, detectados mais de nove mil FAKES votando contra o PSDB. Mas...desde quando o PSDB é oposição? São farinha do mesmo saco, não existe oposição ideológica no Brasil, existe apenas briga pelo poder. Infelizmente estamos perdendo um tempo precioso fazendo movimentos sem seriedade e replicando nas redes sociais protestos inúteis que nada mudam os rumos do país.E mais uma vez, no Brasil, quando não acaba em pizza, acaba em carnaval. E PHOD@-SE!!! (O Mascate)



domingo, 20 de janeiro de 2013

Deusas de lindas tetas.


  Dirceu Ayres
Eles já precisaram ser enormes, pequenos, grandes. Algumas pessoas acham que pertencem aos bebês. Outras, aos homens. Eu acho que eles são de todos e devem ser bem tratados. Os seios são aqueles que estão virando paixão nacional no Brasil e sempre foram à paixão nacional, dos EUA. Eu adoro seios, grandes, pequenos miúdos, redondos, bicudos, enfim...De todas as formas e eu cuido muito bem deles. Com creminhos, massagem e muito carinho, pois sempre me deram muito prazer. Acompanharam minhas mudanças. Na infância minha paixão era pelos pequenininhos na adolescência, tinham um volume maravilhoso, muito mais melhorado. Ficaram mais bonitos. Seios marcaram minha vida. De Sônia Braga, no filme Eu te Amo mostrando os seios pequenos, desejados pelos homens, nos anos 70, passando pelos seios-ícones de Madonna expostos no desfile de Jean-Paul Gautier até a voluptuosidade de Scarlett Johansson, na entrega do Grammy, há poucas semanas. Eles sempre despertaram uma fascinação no imaginário masculino e feminino. Eles nos definem. No século XVIII o sueco Linneaus, entre uma enorme variedade de características comuns escolheu os seios para classificar as mulheres junto a outros animais: nós somos mamíferos. Como eles surgiram?. Segundo historiadores e cientistas, já que não existem fósseis de seios, é difícil saber quando eles se tornaram como são hoje. Mas, acredita-se que eles nem sempre existiram e foram mais uma evolução da humanidade. Existem várias teorias, algumas bem bizarras, sobre porque as mulheres têm seios, hoje em dia: Os evolucionistas mais interessados no poder sexual dos seios acreditam que eles teriam surgido quando passamos a caminhar de pé. A fêmea careceria de curvas - que são relacionadas com, atrativos sexuais - na parte da frente do corpo, e os seios seriam como "pequenas nádegas” para manter a atração sexual do macho. O antropólogo Desmond Morris afirma que: "Se a fêmea da nossa espécie precisava ter sucesso em mudar o seu apelo sexual para a parte da frente do corpo, a evolução precisava fazer algo para tornar essa região mais estimulante". Já as feministas afirmam que os seios não cresceram para agradar aos machos, mas como forma de se ter um repositório de gordura, necessário em momentos de stress nutricional. Essa camada de gordura também seria uma forma de proteção ao tecido mamário e serviria para aquecer o leite materno.  Outros acham que os seios surgiram para que as mães pudessem acomodar os bebês mais confortavelmente na amamentação.  E outras ainda acham que os seios são, simplesmente, uma forma de atrair os homens, para que os acaricie no mamilo, uma região altamente erógena, assegurando assim, para a mulher, o máximo de estimulo, lubrificação e disposição para as relações sexuais (essa me parece uma teoria bem sensata...). A cientista Natalie Angier afirma que: "talvez o crescimento e formato desenvolvido pelos seios esteja ligado a um caminho neural que serve a outros propósitos desconhecidos, ou talvez esteja conectado à tendência do olhar ser atraído por objetos redondos e circulares como frutas, o rosto da mãe ou a lua".- É importante saber que o tamanho dos seios não tem nenhuma relação com as glândulas mamárias e mesmo sem o aspecto "externo" avantajado, a amamentação aconteceria da mesma forma. Portanto, eles são ainda mais misteriosos do que a gente imaginava... Bem, depois de muita divagação e opinião de especialistas, chego à conclusão que de todas as opiniões, a que está mais perto da verdade e que por coincidência a que me agrada é porque mexe com a zona erógena facilitando o sexo e dando estímulo e muito mais líquido de lubrificação para facilitar com muito jeito. Isto com certeza facilitariam mais ainda as penetrações, Beleza. Podemos observar: Seios fartos, juntos, separados, arredondados, pontudos, baixos, e até alto ou cheios, sei lá é uma loucura. Não reclamo... Somos animais mamíferos não temos nada a discordar, é da espécie.

A MÁQUINA HUMANA


                                                           

    Dirceu Ayres

Muito antes dos tempos do magnetismo animal de Franz Antony Mesmer ou do chamado Hipnotismo de James Braid, conheciam-s e praticavam-se várias maneiras de induzir o transe ou sono hipnótico. Em tempos mais antigos, o sonambulismo natural foi certamente observado; muitos homens das cavernas, famintos, talvez tenham ido caçar durante o sono, sem que, quando acordado terem tido qualquer conhecimento das proesas do seu subconsciente.   A Parapsicologia que é a nova ciência para tentar explicar velhos enigmas humanos estuda tais fenômenos sabendo até agora que existe, porém não sabe ainda o Porquê. Devemos pesquisar muito e com isenção de ânimo. Porém, vale salientar que acreditar que tudo que se vê ou escuta em terreiros de Umbanda, Kibanda, Xangô, Vodu ou outros afins, não são o caminho da verdade. Precisamos sim, acreditar em um ser supremo. Porém se somos a semelhança de nosso ser supremo devemos também olhar com certo carinho para nosso corpo físico e fazer uma auto-análise sempre que possível. No corpo-humano, talvez esteja à resposta a muitas perguntas. Precisamos olhar com carinho e cuidado para esta máquina tão poderosa da qual somos donos e só conseguimos usar (10%) dez por cento de sua força total. Em assim fazendo, talvez venhamos encontrar resposta a tantos “Porquês”. Precisamos nos lembrar que não existe moeda sem duas faces, noite sem dia, inverno sem verão, primavera sem outono, amor sem ódio, alegria sem lágrima e que tudo o que tenha contraste é e será sempre lei, precisamos ainda lembrar que o homem defeca para ser puro e ama para ser Divino.  O ser humano é e ainda será por muitos anos um computador enigmático e complexo. Estudar, analisar, perguntar, praticar, experimentar, só nos trará benefícios. Só teremos de agir de boa fé. O hipnotizado tem condições de ler com os dedos (psicometria) ou compreender o conteúdo de uma carta com envelope fechado e escrito em idioma desconhecido a ele (hipnotizado) com os olhos completamente fechados, curar a si próprio, e mil e uma proeza mais. Vamos ajudar por pouco que seja aos estudiosos a encontrar algo que nos leve mais perto da verdade, uma verdade que todos compreendam e possa aceitar. Aí então, teremos mais paz espiritual. Lembrem, “Todo positivo depende do Negativo ou vice-versa”.

O LIVRO


                                                                                        

      Dirceu Ayres

O Brasil é um país que investe “pesado em cultura”, tanto que chega a ser interessante. Que o diga certos escritores de esquina, (Tipo) Truna Putistinha, Adriane Galisteu com seu memorável best-seller "A mariposa voou" ou algo assim. Como já não me surpreendo com mais nada leio, no G1, que a Doris Giesse, que perdeu seu contrato com a TV Globo por ter declarado na revista Sexy que sua maior fantasia era encarar 6 crioulos bem dotados de uma vez só, vai escrever um livro sobre a sua queda do oitavo andar do Edifício em que mora. É um direito dela, mas, pqp, se isso virar best-seller o mundo está perdido mesmo. Se ela pode, nós também podemos. Preciso cair na real, tenho mais de quatrocentas crônicas escritas sem nem uma ter sido publicada. Tinha um amigo de nome Haroldo Miranda que trabalhava na Gazeta de Alagoas (Jornal) e sempre estava levando e mandando publicar todos os Domingos os meus escritos. Agora meu amigo se foi, está com o criador e eu não acho apoio para publicar nem uma cronicazinha por pequena que seja. Uma senhora cai de um Edifício em que mora e vai logo escrever um livro e quem sabe isso tudo vai dar certo, putz grilo, já não sei e não estou entendendo nada. Ela tem um blog. E eu conheço. Nunca li nada que tivesse a menor importância ou um soneto (ela gosta de fazer) que pelo menos tivesse ou algum dia venha a ter rima ou algum sentido, como vou acreditar que ela vai fazer alguma coisa que presta?. Mas a humanidade é mesmo complicada. Veja a fama que a Bp (Truna Putistinha) alcançou contando às relações amorosas que fez com os empresários, os casais, os Políticos e outros que poderiam ser Padres, Pastores etc. e não podiam aparecer. As pessoas gostam mais de coisas proibidas ou que possam gerar fofocas e dúvidas. Isso é a chamada curiosidade humana que nunca se satisfaz, não é comensurável não chega a ter mensurabilidade e ficamos meio perdidos. Certo dia eu perguntei em uma tipografia como proceder para editar um livro e o dono me respondeu que só a capa custaria cerca de cinco mil reais (5.000,00) e o livro dependeria de quantas folhas e se teria gravuras. Parei e pensei: Putistinha e Geesezinha devem ter patrocínio ou um amigo que ajuda, eu nem tenho e nem estou interessado em “amigos” para me ajudar, vou ficar no banco de reserva até ou arranjar um patrocínio ou o dinheiro para editar um livro. Sei que isso não chega a ser o fim do mundo, nem é tão difícil, mais difícil tenho certeza, será arranjar quem o leia. Como estou sabendo que as pessoas só estão lendo livros de auto-ajuda ou pornografia não iria se interessar por um livro de generalidades ou de crônicas do cotidiano de ninguém se não se interessaria pelo meu nem pelo seu. O Governo que: “investe pesado na cultura” Não vai lhe ajudar, a secretaria de cultura está muito mais ocupada com as denúncias de corrupção e com escolas fechadas ou sem professores, como daria atenção a alguém que quer publicar um livro?, Como se ele não faz parte de nenhum partido político?, Muito menos do PT. É querer demais. Qualquer pessoa de bom senso diria logo que não é assim que funciona. Se você é amigo do político pode até ser cozinheiro que não importa, vai ocupar um cargo de diretor de um enorme banco estatal, uma firma enorme como Furnas e ou tantas outras. A “chave” é ser do grupo, ou mesmo ser somente político e ter voto para oferecer, isso deve bastar. Assim vai editar, fazer, imprimir livros até a hora que não tiver mais. Isso deve ser o que eles chamam de Politicamente correto. Vou aguardar o Blog da Maria Betânia que o Governo vai financiar 1.000,000, 00 para fazer poesias. Blog rico!!!.



     Dirceu Ayres

Valor do benefício varia de acordo com a contribuição do segurado à Previdência Social e parte de um salário mínimo (R$ 678). Se o preso for solteiro e sem filhos, a pensão pode ser retirada pelos pais, ou, ainda, pelos irmãos O R7 apurou que a pensão dos presos é maior do que a recebida por trabalhadores assalariados que precisam se afastar do emprego por doença ou acidente. A explicação está no cálculo feito sobre a contribuição do segurado.A partir de fevereiro, vai subir o valor pago a famílias de presos segurados pelo auxílio-reclusão, do INSS (Instituo Nacional do Seguro Social). Diferentemente do que informou o R7anteriormente, que o benefício chegaria ao teto da Previdência, de R$ 4.159, a Portaria nº 15, da última quinta-feira (10), limitou o valor máximo do benefício para R$ 971,78 - entenda as regras de concessão no quadro abaixo. Você acha que o benefício é justo? Do total de 549.577 presos em todo o País, apenas 38.362 recebem o auxílio-reclusão. Eles custam R$ 37,6 milhão ao mês aos cofres da Previdência Social informa o próprio órgão.  Veja mudanças que vão mexer com o bolso do brasileiro Enquanto o percentual considerado sobre o salário de benefício em casos de doença ou acidente fica em 91% e 50%, respectivamente, no caso dos detentos, o valor é integral, ou seja, 100% detalham o professor de direito previdenciário da PUC-SP, Wagner Balera.  — Se ele for preso por dez anos em regime fechado, ele vai receber por dez anos. O benefício cessa no segundo mês após a liberdade do segurado. São as regras.
Porém, não são todos os presos que têm direito à ajuda do governo. Há uma série de exigências para que a família possa receber esse valor mensal. A principal delas é o detento estar na condição de segurado, ou seja, ter contribuído para o INSS com salário de contribuição igual ou menor a R$ 915,05 até um mês antes da prisão. O benefício é para famílias de baixa renda. Se atingir os teto de R$ 4.159, não receberá nada. O auxílio corresponde à média aritmética dos 80% maiores salários de contribuição, alerta o especialista em direito previdenciário do Innocenti Advogados Associados, Victor Grossi Nakamoto. E avisa:
— Como não há carência, se ele contribuiu com apenas um mês e for preso, tem direito ao auxílio-reclusão, se for de baixa renda. Se contribuiu com menos que o salário base do teto, claro, vai receber menos. Os dependentes começam a receber o benefício em até 30 dias. Em caso de fuga, o auxílio-reclusão é suspenso.  Saiba como garantir o benefício Quem foi preso e contribuía com o INSS pode pedir a grana
 O QUE É O auxílio-reclusão é um benefício previdenciário voltado para dependentes de detentos segurados pelo INSS que cumprem pena em regime fechado ou semiaberto. R$ 971,78  R$ 37.6 milhões É o valor máximo a mensal que pode chegar o benefício em 2013. O valor varia de acordo com a contribuição do segurado. A maioria recebe um salário mínimo (R$ 678) É quanto a Previdência Social gasta por mês com o pagamento do benefício. Do total de549.577 presos em todo o País, apenas 38.362recebem auxílio-reclusão
QUEM PODE  Trabalhador que foi recolhido pela Justiça e contribuía com o INSS com salário-base igual ou menor a  R$ 971,78 até um ano antes do momento da prisão. QUEM RECEBE CARÊNCIA A prioridade são os dependentes diretos do preso, ou seja, mulheres ou marido e/ou companheiro(a) estável, e os filhos (até 21 anos). Ou, ainda, enteados que estejam sob tutela do segurado e não tenham meios para se sustentar. Não há! Na ausência dos dependentes diretos, o benefício pode ser retirado pelos pais, ou, ainda, pelos irmãos; companheiro(a) homossexual do segurado(a) também tem direito a receber o auxílio-reclusão, desde que comprovada a vida em comum.
COMO PEDIR QUAIS DOCUMENTOS LEVAR* O benefício deve ser solicitado por meio de agendamento prévio, pela internet, no portal da Previdência Social, ou pelo telefone 135. Também é possível fazer o pedido nas agências da Previdência Social mediante a entrega da documentação solicitada.  Carteira de identidade ou carteira de trabalho e Previdência Social, e CPF; Número do PIS/Pasesp ou número de inscrição do contribuinte individual; Documento que comprove a prisão do segurado. *A lista completa dos documentos exigidos pode ser consultada no site da Previdência Social, de acordo com cada caso. Acesse: www.previdencia.gov.br PRAZO PARA RECEBIMENTO A Previdência tem até 30 dias da data do requerimento do dependente do preso para fazer o pagamento do benefício. O pedido deve ser feito por meio de depósito bancário em conta aberta pelo próprio INSS ou na conta que o beneficiário preferir. Fonte: Ministério da Previdência Social e Diário Oficial Gleyson Pereira.r7 

Uma pesquisa devastadora para Alckmin, o bondoso, o magnânimo, o anjo tucano.




    Dirceu Ayres


Sempre disposto a não enfrentar o governo federal, com ele colaborando diuturnamente como se isso lhe rendesse um mísero voto da esquerda, Geraldo Alckmin vê seu capital político se esvair, comprometendo a reeleição. A última de Alckmin foi não aumentar o bilhete do Metrô, para ajudar Mantega a conter a inflação. Passou a dividir, publicamente, volta da escalada de preços com o PT. Um desastre. Um tiro no pé. Não exigiu nada em troca. Não fez um só pronunciamento político alertando e aconselhando o governo. O que custaria ao governador fazer um pronunciamento informando que a iniciativa era sua? Será que não viu o que Dilma fez com a conta de luz, jogando a culpa nele e em Aécio de que a conta de luz não baixaria? Até quando vamos ter que conviver com tamanha falta de disposição a fazer oposição? VOU VOTAR NUM TUCANO POR QUÊ? Agora sai a pesquisa sobre segurança na cidade de São Paulo, jogando o problema no colo do governador. A campanha do PT em 2014 apenas vai oferecer "um Rio de Janeiro em São Paulo". Vejam abaixo: A onda de assassinatos nos últimos meses de 2012 causou forte impacto na percepção sobre a segurança na cidade de São Paulo. Segundo a 4ª pesquisa dos Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município (IRBEM), divulgada ontem pelo Ibope, 45% dos paulistanos se consideram "nada seguros", contra 35% em 2011. É o maior percentual da série, que teve início em 2008. Outros 46% disseram se sentir "pouco seguros" na cidade - contra 54% em 2011. Apenas 9% afirmaram estar "seguros" - há dois anos, eram 10%, mais 1% que se dizia "muito seguro", alternativa que não pontuou este ano. A pesquisa foi feita com 1.512 moradores da capital paulista entre 24 de novembro e 8 de dezembro de 2012. Na avaliação da diretora do Ibope, Márcia Cavallari, é nítida sensação de insegurança, "visto que nove em cada 10 paulistanos afirmam que São Paulo é um lugar pouco ou nada seguro para se viver". O problema na capital paulista pode trazer prejuízos para uma provável candidatura à reeleição do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que já está desgastado com a onda de criminalidade que levou a troca do secretário de Segurança Pública no fim do ano. A violência em geral foi o item mais citado sobre o que as pessoas têm mais medo no dia a dia na cidade. Foi lembrada por 71% dos entrevistados, ante 67% das respostas em 2011. Em seguida, o que causa mais medo nos paulistanos são os assaltos e roubos (63%), sair à noite (41%) e o tráfico de drogas (40%). O aumento dos arrastões em bares e restaurantes levou a população da capital paulista a temer mais o período noturno. Em 2011, o número de entrevistados que diziam ter como maior preocupação sair à noite era de 20%. No fim de 2012, quando foi feita a pesquisa mais recente, esse percentual mais do que dobrou: foi a 41%. Para os paulistanos, a ação mais importante para reduzir a criminalidade é combater a corrupção na polícia e nos presídios - resposta de 42% dos entrevistados. Depois, aparece a criação de oportunidades de trabalho para jovens de baixa renda (31%), o aumento no número de policiais nas ruas (28%), investimentos em educação de qualidade para jovens de baixa renda (27%) e diminuir a desigualdade entre as regiões ricas e pobres (25%). O entrevistado podia dar múltiplas respostas. A pesquisa, que pode ser conferida no site da Rede Nossa São Paulo, associação que reúne mais de 100 entidades civis e que é parceria do Ibope no questionário, aponta também uma piora na satisfação do paulistano com a cidade. Os moradores deram nota geral de 4,7, de um máximo de 10, para os aspectos que geram o bem-estar no município. Foi uma ligeira queda em relação a 2011, quando a pontuação foi de 4,8. Para o Ibope, a média seria 5,5. (Valor Econômico)

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

DESGRAÇA A PASSOS LARGOS.


                      

    Dirceu Ayres

Vivemos no Brasil e aceitamos esse procedimento cheio de desgraças desastradas e contínuas. Se for observador saberá que em todos os dias ficamos sabendo sobre uma ou mais dúzias de mortes nos estados Brasileiros e principalmente em São Paulo. A única conclusão que podemos chegar atualmente é que as leis são desgraçadamente fracas, sem força e terrivelmente benevolente. Alguns Jornalistas que ainda não são “chapa branca” comentam que o dinheiro é do povo e ao povo devia servir dando emprego, algum tipo de ocupação e até lazer, esse dinheiro foi desviado para atender aos políticos, seus familiares e até os protegidos. Essa falta de uso certo do dinheiro faz com que os bandidos que aborda qualquer uma pessoa onde quer que seja... Atira primeiro para roubar depois, coisa que às vezes sem faz. Atira ou para ver a queda ou para ver o buraco da bala. Como não existia essa conduta de bandidos a umas dezenas de anos atrás, fico estranhando esse proceder. Anos atrás atiravam nas pernas, nos braços, nádegas, para o alto e até só para assustar. Atualmente está funcionando de outro jeito, só vale atirar na cabeça, pois liquida a fatura imediatamente. Agora pense comigo. Atirar com arma curta é muito difícil, imagine o alvo em movimento e pequeno (cabeça) é de se perguntar: Quem sabe dar tal treinamento de tiro e orientação ao meliante?. Quanto tempo e onde esse meliante teria treinado até ser capaz de atirar certeiro? Que miséria, estamos sempre na frente do cano da arma do bandido. Agora temos mais uma inovação, uma garota de cerca de quatorze anos anda assaltando e o pior... Matando. Já foi presa várias vezes e com poucos dias está na rua para roubar e matar brincando e segurando sua boneca. Ora tem de existir alguém de alma boa que ajude essa pequenina meliante dando um tiro na testa e mandando o bagaço para a mãe. Precisamos ajudar também os jovens meliantes que desorientados atiram em tudo que tem na frente, principalmente mulheres grávidas, mocinhas e idosos. Com uma pistola calibre 380 e um bom atirador podem ajudar muito essa meninada com um pouco de vontade e a pistola na mão procura acertarem um tiro na testa ou no peito onde fica o externo atira e o manda para Satanás. Observem que os meliantes quando são presos aparece de imediato um advogado de alma sebosa usa uma brecha na lei e o solta. Temos sempre conhecimento de celulares apreendidos em presídios brasileiros. Os Estados Unidos da América têm o maior número de presidiários no mundo. No entanto, não há registro de telefones celulares apreendidos entre a população carcerária. Não seria o caso de nossas autoridades tomarem algumas aulas de como se faz para evitar a entrada de telefones nos presídios brasileiros? Vejam um bom ex. Uma jovem senhora grávida parou seu carro na entrada do condomínio onde morava e foi abordada por dois meliantes que lhe pediam a bolsa, ela como toda mulher grávida levou a mão em apoio a barriga onde tinha sua criança, ato contínuo... Levou um tiro na cabeça e caiu esparramada no chão os meliantes fogem sem levar nada. Às vezes me pergunto: Será que eles meliantes não poderiam levar a bolsa, os anéis, a aliança até as roupas, mas, deixá-la viva? Parece-me que eles não são ladrões, são só assassinos e gostam de matar, pois sem punição fica mais fácil. Temos também o caso do senhor que nada tinha e era somente tranbiqueiro. Saiu-se bem de uma de suas trambicágens e montou um restaurante. Uns rapazes com fome foram lanchar e ao pedir a conta o espanto. Onde se lia 12,90 antes, agora era 19,90 o rapaz reclamou e ato continuo... Levou várias facadas pelas costa com uma enorme faca peixeira de 18 polegadas. Apresentou-se a policia disse que foi legítima defesa e foi prá casa. Eu penso que se nosso político ao invés de se preocuparem tanto com dinheiro se preocupasse em legislar, corrigir endurecendo leis e andando e fazendo andar certo tanto eles políticos como o povo em geral. Aprender que se não pune mal, apóia amaldade.

VIDA MISERÁVEL DESSA GENTE.


                                                                                                                                

     Dirceu Ayres

Quantas são as vezes que paro a pensar na maldade humana que sempre foi a minha inspiração observadora, para escrever e do meu cuidado no bom proceder. Tendo isso como norma e exemplo de vida. Quantas vezes eu parei para pensar nessa minha vida que as pessoas teimam em fazer ficar tão atribulada. Penso: Onde errei, Qual seria o caminho certo, (se este está errado), Qual o caminho que eu deveria ter percorrido, Quais os lugares que eu tropecei, Qual o que me alegrou ou qual o que me entristeceu, Quantas pessoas consegui amar e quanta não consegui nem sequer ter alguma amizade, Que motivo fez com que pessoas que eu sempre ajudei quisessem sempre me prejudicar, lembro a “jovem” que após ter sido deixada pelo Marido, entrou em desespero sem ter para onde ir, e eu estava ali para ajudar. Aluguei uma casa, mobiliei de tudo, Geladeira, fogão, cama, tudo, tudo (não era amante, era sangue do meu sangue) e quando certo dia encontrou com o seu homem, ela abandonou a casa que eu havia alugado e mobiliado para ela e eu perdi tudo que tinha comprado não me importei. Em muitos casos para alguns dei até alimento, dei tudo que naquele momento estavam a precisar, emprestei dinheiro (que nunca recebi), essa gente agora que já não tenho tanto, procura denegrir minha imagem, falar mal de mim, a todos, dizer coisas que nunca fiz e que eu jamais seria capaz de fazer, más continua a tentar e dizem que não tem jeito. Isso seria uma vingança ou uma necessidade de chamar a atenção das pessoas sobre si. Por quê?. Tantas perguntas e tão poucas respostas. Essas pessoas se satisfazem, vibram, entram em êxtase, talvez tenham até um “orgasmo mental” com esse procedimento mesquinho. Penso nos caminhos que já percorri e chego a conclusões extraordinárias: Não matei, não roubei, não sou mau caráter, respeito muito meus amigos e todas as pessoas que de mim se acercam ou com elas chego a ter algum contato. Principalmente os parentes. Nunca gostei de apontar nem virtudes nem defeitos de ninguém. Sou inteligente e correto o bastante com minhas atitudes, não trombei, não atropelei ninguém com Automóvel, nunca tive sequer uma multa de trânsito. Não temo olhar no espelho, meu reflexo nele não tem sujeira. Por vezes as palavras me fogem de tanta indignação. Tenho muito que escrever sobre acontecidos, acontecimentos e pessoas. Pessoas que gostam de me perguntar: você sabia, você disse, sabe o que estão dizendo?. Às vezes me ocorre a Idea esdrúxula que os que me devem tanto, tenham medo que as pessoas fiquem sabendo que me roubaram, possuem ou possuíram alguma coisa que receberam de mim ou me surrupiaram e se ainda possuem. Ao olharem, tais objetos se lembram de mim e se acanham, não gostam de me ver ainda aqui no meio dos vivos e como se isto não bastasse, com boa aparência e aparentando gozar de muita saúde, com aparência de gente que está de bem com a vida e aspecto bem saudável. Desde garoto á cinqüenta (50) anos atrás, eu já dava palestra no clube dos Artistas, sendo entrevistado pelo senhor AIRTON RODRÍGUES apresentador da T.V. TUPY e sua Mulher LOLITA em são Paulo, (ciência, Parapsicologia e Espiritismo). Palestras nos auditórios dos Bancos do Nordeste e Banco do Brasil, dentre tantos outros. Sempre tive meus méritos reconhecidos por pessoas Inteligentes e cultas com projeção social em todo Brasil. Sempre fui considerado um Cientista, um estudioso e um dos melhores, Parapsicólogos do País, um Ufólogo, um exegeta, um verdadeiro Filósofo e em muitos assuntos, um autêntico autodidata. Não posso mudar o Destino de ser encarado sempre como pessoa que merece respeito e admiração pelo tanto de conteúdo que apresenta e com a inteligência e a educação que é portador, junto com tantos conhecimentos científicos.  Não posso mudar meu destino, é como se um timoneiro estivesse usando o timão na estrada da minha vida. Ele tem e determinação, a direção que tenho de tomar pelos caminhos tortuosos dessa vida, deve vir dele; o Timoneiro maior,           Grande Arquiteto do Universo, feitor de todas as coisas nesse mundo, a ele devo minha vida, inteligência, saúde e o porquê de ainda estar por aqui.

Bolsa-vida? Por que não?




      Dirceu Ayres

Esta na moda. (moda só do Brasil), Hoje em dia existem bolsas para todos os tipos e gostos. Desde a Louis Vuitton, as famosas marcas da Boutique Daslu, também têm marcas da Boutique Daspú para os mais abastados e para os não tão abastados, agora o bolsa-esmola, aos mais 'prejudicados'. Bolsa- gás, bolsa-ecologicamente-correta, bolsa disso, bolsa daquilo. É uma febre. O Governo do Rio está entrando na moda e lançou a sua própria grife: Bolsa para o Pivete. Segundo a assessoria de imprensa do governador Juninho, problema de menores desajustados é (essa é grande novidade) basicamente familiar. Então, porque não dar uma grana para ver se os pais e mães desses lares não enchem mais ainda a cara de cachaça, dormem, acordam para fazer passeatas junto com os sem terras, sem teto, sem tudo fazem mais e mais meninos e param de pegar no pé do pobre menor infrator?. Vamos e venhamos. Esses menores infratores precisam de mais um tempinho para matar, um pouquinho mais para roubar, um pouquinho mais também para o tráfico. Então à coisa fica assim: o pivete rouba, mata, trafica, consome droga de todo tipo e a família ganha uma indenização pelo fato. Nada mais justo, uma vez que hoje o politicamente correto é ser defensor demagógico das minorias oprimidas e deprimidas, pois é triste ser coitadinho por causa da síndrome de abstinência. Eu se fosse carioca, faria um protesto. Quero um bolsa-vida. A cada bala perdida que mata alguém, a população receberia um desconto no imposto de renda, ou no IPTU, levando-se em consideração as proporcionalidades, tais como idade do assassinado, a idade do assassino (porque não), a perda de vida produtiva, dor e pesar das famílias atingidas (com valores expressos em orações, dinheiro, missas, etc.)... Afinal, o menor infrator pode pegar cadeia e a família, como fica? Você, amiguinho que mora no Rio de Janeiro, estará financiando essa bandalheira toda, não é?. Juninho, Juninho... Que tal um bolsa-vergonha-na-cara?. Essa tal bolsa se bem colocada ajudaria a muitos personagens, principalmente da Política aqui no Brasil. Pois essa tal de vergonha na cara está sendo um, bicho completamente desconhecido, que coisa!. Agora imaginem se alguém tem a formidável idéia de criar uma bolsa para se ter raparigas... Que bolsa!!!Com certeza eu iria tentar cadastrar o meu nome afinal todos precisariam de uma bolsa Rapariga. Que felicidade. Aviso aos puritanos: Não podem reclamar, pois todos sabem que existem as Raparigas e todas essas bolsas e até vales, como seja: Vale refeição, vale transporte, vele gás, etc., Então não temos muito do que reclamar com relação às tais bolsas. (e as Raparigas) que Ainda funciona melhor do que os mensaleiros e as Sanguessugas porque esses quando metem a mão é para lascar a tábua do meio, tira tudo que pode e se esquece que tirou. As bolsas disso e bolsa daquilo pelo menos sabem para onde devem ir, não sei se chegam por lá, mas com certeza elas saem do tesouro da Nação e “viajam”. Aonde elas irão, Deus sabe, embora chegasse a ajudar algumas famílias mais pobres esporadicamente, aquelas que costumam dizer que são famílias que estão abaixo ou debaixo da linha da pobreza, estão na miséria, são pedintes etc. antes que venham, a morrer.


AMANTE PROFISSIONAL


                                                                                                                              
           Dirceu Ayres


Parece coisa de doido. Mas chega uma hora que eu acho que os meus dedos estão até deformados, de tanto bater no teclado. Um dia uma pessoa me sugeriu que eu tivesse uma secretária para responder os meus e-mails e escrever minhas crônicas amalucadas. Mas aí perdia toda a graça, o gostoso sou EU mesmo ter o contacto com as pessoas, conversar com elas, ler o que elas escrevem, ou saber que leram o que escrevi, eu gosto desse contacto, com CADA pessoa, e cada pessoa para mim tem um rosto, um olhar, um sorriso, um pensamento, um cheiro, quando digo cheiro me refiro tão somente ao cheiro particular e próprio de cada ser, uma emoção, ou seja, tudo aquilo que faz com que cada pessoa cada ser humano seja o único ser deste universo. É como acontece com o telefone. Eu sempre quis ter uma pessoa só para atender o famigerado telefone, Organizar a minha agenda, porque me pouparia um tempo em que eu poderia estar a fazer muitas outras coisas. Mas seria muito difícil a tal pessoa conduzir o telefonema como eu, sentir a intuição se uma pessoa vale ou não vale à pena conhecer, ou mesmo, continuar a conversa, reconhecer a voz daquele que é íntimo ou mesmo um bom amigo. E fora que também seria muito chato uma pessoa ligar para falar comigo e acabar falando com uma secretária. Chega uma hora que o telefone até irrita, mas não adianta, isso eu que tenho que fazer. Quando eu ia para a casa dos meus amigos, eles por vezes estavam tão irritados com o telefone que me passavam logo para que eu atendesse, mesmo sendo uma boa gata atrás de fazer algum programa, na verdade, já não gostava de telefone e eu nem sempre me incomodei com gatas e programas, pois sempre tinha as minhas gatas ao alcance de minhas mãos. Sempre fiz das minhas gatas as minhas amantes. Nunca gostei de Cabaré, Prostíbulos e Prostitutas de Salão, acham que sempre levei muita sorte com garotas de repartições Públicas e amiguinhas de minhas amiguinhas. Aprenda que se você tem amiguinha, não fica na mão nem tampouco sozinho, é só dar um toque para uma das meninas e elas darem uns telefonemas e pronto... Você já está arrumado para o final de semana ou somente para uma noitada, mas tá devidamente arranjado. Agora um conselho amigo, se você se arranjar com algumas ou mesmo só com uma boa menina, faça imediatamente dela sua amante profissional, se ela não tiver treino, ensine-a, faça com que ela fique bem habilidosa na arte maravilhosa de amar ou transar como uma PROFISSIONAL. Isso não é tudo, mas é um bom começo. Lembre-se que na hora em que estamos transando, chamamos esse ato de fazer Amor, isso porque é e sempre foi muito gostoso, saudável e nosso organismo precisa, é carente, melhora a pressão arterial, relaxa seus músculos, todo seu corpo relaxa e estremece. É, eu poderia dizer... Divino, espetacular e majestoso. Já a caminho de sessenta e oito (68) anos de idade, não conheço nem jamais conheci coisa alguma que fizesse tanto bem para o organismo no seu todo como fazer amor. Ótimo exercício para o coração, exercício para o corpo, aumenta o fluxo sanguíneo e como se isso não bastasse lhe leva a lua sem precisar da NASA. 


quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

EXCITAR


                                   
                                                                                
    Dirceu Ayres 

Agora eu tenho três considerações para fazer, pois vou falar em todas as três, mesmo porque uma é contra as minhas concepções mesmo sobre a interpretação das coisas. Primeiro, eu queria pedir aumento salarial para o INPS, meu chefe ou Patrão, cujo nome explica o pão-durismo. Veja bem, um aumentinho não traria nenhum prejuízo para a Nação, já que zero multiplicado por 50% é zero mesmo. Segundo, eu queria saber por que as pombas conseguem soltar seus mísseis mesmo voando e agradecer a Deus, nosso senhor, por não deixar as vacas voarem. Terceiro é que eu sei que não há hora certa para acontecer conosco, mas estudos indicam que os horários mais comuns são no início da manhã, no final da tarde, ou no meio do dia. Após uma série de alertas flatulares, você sente uma leve pressão em sua cavidade anal, automaticamente rebatida por reflexos ninjas de seu sfincter, impedindo a saída inapropriada dos dejetos. Más sendo Pego de surpresa, você murmura um singelo "Opa...". A esta altura, ou já está todo borrado ou o cérebro já foi ativado, e tenta analisar a gravidade da situação calculando o IPF (obtido através de uma fórmula simples que deveria fazer parte do currículo básico de qualquer escola primária):
(CI + DC) + K = IPF
CI = Contrações Intestinais (por minuto)
DC = Distância de Casa (em metros)
K = Constante de Travamento. (é a capacidade do indivíduo de impedir a saída das fezes através do travamento, varia de acordo com a idade, a conservação do anel de couro e a opção sexual de cada pessoa).
IPF = Índice de Potencialidade Fecal.
Agora se lembre que um encontro com a ex. namorada ou um grande susto de repente poderá parar todo processo em andamento. Chega a ser engraçado como o cérebro tem noção do que acontece lá fora (ou lá dentro) e tem um formidável mancômetro. Deve ser assim também que funciona a parte sexual:
V-ER=Excitar.
L-AMBER=Excitar.
A-LISAR=Excitar.
D-ANÇAR=Excitar.
I-NTRODUZIR=Excitar.
R-OSSAR=Excitar. Note que aqui vemos a equação do filósofo Russo VLADIR, =Excitar. Moral da equação.  Tudo somado = EXCITAÇÃO.
Afinal, tudo depende mesmo do Cérebro. A arma mais poderosa que o homem tem e às vezes nem sabe como usar. Com essa pequena explicação, já podemos aprender muita coisa que acontece com os seres humanos e quem sabe um dia poderemos tirar algum proveito dessa maravilhosa aula. Lembrem-se: siga a risca o conselho de quem ensina, só terá vantagem. 


ADVERSIDADES


         Dirceu Ayres                                                                                       

Sempre eu ouvia minha mãe dizer que cabeça desocupada é “OFICINA DO DIABO”. Portanto, sempre mantive minha cabeça bastante ocupada, pensando, criando, escrevendo, fazendo de tudo para me manter sempre laborioso. Sou uma espécie de Vate Improvisado que nas horas vagas faz alguns versos e como sou um pouco temperamental, procuro sempre calçar as Sandálias da Humildade. (nem que seja contra minha vontade). Tenho e devo confessar uma grande dificuldade para lidar com pessoas que teimam em serem irredutíveis incompreensíveis e teimosas. Pessoas que não aprenderam a se dar e nunca sequer aprenderam a amar. Pessoas que temem ser contrariadas e não se expõe ao contraditório, pois só elas tem razão. Se conservando longe das adversidades, sem querer ouvir nem o contraditório nem a contradita. Gente incrível que chega a pensar no absurdo, pois se alguém lhe disser que vai emagrecer se cortar os cabelos, ela o fará, desde que este alguém seja de sua confiança pessoal, seu “Capacete de pensar” lhe dirá que está certa. Para continuar convivendo com essa gente, terei, de fazer um tremendo esforço para não acreditar em tudo que possa escutar e procurar acreditar só na metade de tudo que chegar a ver. Más mesmo assim, nunca farei como o canário que canta uma doce canção, uma belíssima melodia antes de ser comido pelo gato. Não é o meu jeito nem a minha “praia”, sempre fui de enfrentar tudo que me aparecia, então: Lutarei, lutarei sempre, até a hora derradeira, pois o que fazemos por nós... Morre conosco. Sempre fui batalhador e vencedor, não seria agora que mudaria meu modo de ser. Continuarei essa luta insana não vou ficar como quem vive só por viver, não. Eu sou diferente e não me contento com “passeios a lua” minha cabeça gira a velocidade muito superior a quase todas às cabeças que eu conheço. Tenho de me acostumar ou dar um jeito de continuar vivendo com essa gente tão extravagante, desconcertante, difícil de entender, sem escala e sem diretriz. Parece que não se entendem e não querem entender ninguém. Más, sou teimoso e continuarei malhando nesse “ferro frio” até poder moldar alguma coisa boa, mesmo que não seja importante. Sem tentar é que as coisas ficam mesmo difíceis de acontecer, pois é sempre tentando que conseguimos alguma coisa que pretendemos, sem tentar não sai nada. É, sou diferente mesmo, com adversidades ou não, vou tentar seguir meu caminho e se com isso contrariar a algumas pessoas, elas serão contrariadas sim senhor. Mas não deixarei de tentar fazer ou concluir o que estou tentando ou fazendo, a vida continua e enquanto há vida há esperança. Vou me afortunar nessas estradas por vezes desconhecidas, mas serei mesmo ditoso por mérito e com minha força de vontade, serei venturoso sim, com essa minha vontade de enfrentar a vida e suas dificuldades, mas, não tenho do que temer é uma obra de Afortalezamento e nada estou a temer da vida nem de ninguém.

Desmentido

                    Dirceu Ayres

- Nossa! Dircinho! Você Torceu a mão? Como foi? –“Disse mina irmã”. E completou: “ Eu soube que você havia torcido alguma coisa”!!!. Lamento ter que dar a mesma resposta a todas as pessoas a quem respondo essa pergunta, mas não, eu não torci nem a mão nem o pé enquanto salvava uma velhinha que ia ser atropelada por uma enorme carreta; não torci nada enquanto segurava um trem que ia passar por cima de uma linda donzela que gritava desesperadamente amarrada aos trilhos; não torci nada quando estava na arquibancada da final do jogo do CSA e CRB; não torci nenhuma parte de meu corpo nem uma junta, enquanto descia o Himalaia numa expedição excepcionalmente radical. Nem voando em minha poderosa asa delta. A minha resposta para a pergunta que abre esse texto é: Eu torci o nariz quando me contaram do aumento de salário dos senhores deputados e senadores, sim, eu torci, torci mesmo o nariz. Se não estou enganado isso fede mesmo a podridão. O resto é lenda, meus amigos. Não acreditem em tudo que se diz a respeito nem no que lemos nos Jornais. Já que muita gente não lembra em quem votou nas últimas eleições e outros querem saber o que anda fazendo o deputado escolhido há um aninho atrás, tem saída, existe o ótimo site Transparência Brasil, onde podem conhecer o perfil dos candidatos à Câmara dos Deputados, ao Senado da República e a qualquer cargo público, com projetos aprovados, (ou não), lista de bens, número de faltas, quem andou financiando a campanha do indivíduo que terminou sendo eleito. Vale a pena ver e repassar para pessoas que preza seu dinheiro o que o seu voto está ajudando a fazer. Não faça como os Gringos, interpretações apressadas. Ex. O que você pensaria se encontrasse uma mulher na rua com um tubo de vaselina, uma caixa de fósforos e uma chave de fendas? Nada talvez nem precise responder. Mas de acordo com os americanos e ingleses, é uma terrorista. Para não acreditar no que os Políticos andam dizendo e sabendo que não é verdade, (Desmintam) já sabedor do que eles fazem você está apto para desmentir o referido senhor, pois é com o Desmentido que ajudamos a criarem vergonha e pelo menos maneirar de mentir tanto. E acima de tudo, lembre-se: "A diferença entre o ladrão e o político é que um nós escolhemos, o outro nos escolhe." Se vocês não esquecerem essa regra, já está se ajudando muito. Quanto a dizer que eles trabalham, ajudam socorrem, vão fazer isso ou aquilo pela nossa cidade ou por nós... Ledo engano. Desmintam. Isso poderia acontecer sim, antes de serem eleitos ao cargo que estão ocupando, depois de eleitos sofrem de um surto de Amnésia temporária (para nós), pois jamais ficariam Amnésicos para sempre, só o será até a próxima eleição. Estarão muito ocupados durante todo o período do mandato fazendo um gordo pé de meia para eles e suas famílias e quando disserem que estão fazendo por vocês... Entra o desmentido, vamos deixar de sermos vítimas, sejamos pelo menos coveiros ou o Pedreiro que coloca os tijolos no: Jazigo, Sepulcro ou Sepultura. Seja lá o que for... Más, vítima, nunca mais.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

SEJA UM IDIOTA



            
     Dirceu Ayres

A idiotice é vital para a felicidade. Gente chata essa que quer ser séria, casmurra, fechada, profunda e visceral sempre. Puxa vida! Essa vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um contrato ou tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, perdas de entes queridos, doenças incuráveis, dores e afins. No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja um simples idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Ignore o que o boçal do seu chefe, seu Pai, seu amigo, o compadre, o marido ou esposa, a filha mais velha e todo tipo de “autoridade” que tenha de lhe dar alguma ordem. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, truncada, casmurra, doentia, os problemas, os entupimentos nas coronárias, são eles e isso todos os dias, Indiscutivelmente, eles. Pobre deles. Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas podemos acrescentar que foi muito mais pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto. Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça? Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema? É bem comum gente que fica totalmente perdida quando se acabam os problemas. E daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar? Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não. Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... A realidade já é dura; piora se for densa. Dura, densa e bem ruim. Brincar é legal. Entendeu? Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva. Pule corda! Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte. Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável. Teste essa teoria. Uma semana, para começar. Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir... Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso nos lábios, boca aberta e paz no coração! Aliás, entregue os problemas nas mãos do Universo e que tal um cafezinho gostoso agora? "A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, faça amor, transe adoidado, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche” aí será realmente o Fim.